O que podemos esperar para a educação em 2021

Educação em 2021: a transformação dos modelos de ensino

O ano de 2020 foi marcado pelo distanciamento. As medidas de afastamento, em decorrência das questões sanitárias trazidas pela pandemia, fizeram com que as ações cotidianas e até automáticas tivessem que ser repensadas e reorganizadas para evitar a contágio. O abraço, o aperto de mão e tantas outras coisas tiveram que esperar durante este ano. Mas o fato que motivou a reflexão sobre nossos hábitos também impulsionou novas práticas em decorrência das adversidades. A educação a distância e o ensino remoto foram parte das práticas que ganharam destaque durante esse período.

A maioria das instituições de ensino não estava preparada para a mudança abrupta, assim como grande parte dos professores e alunos não tinham conhecimento de como fazer o melhor uso das ferramentas tecnológicas de aprendizagem. Algumas instituições procuraram auxílio de empresas especializadas, o que tornou a mudança mais ágil e certeira, outras foram criando mecanismos a partir de tentativas entre erros e acertos. Mas todas tiveram que, de alguma forma, adaptar-se ao “novo normal” para possibilitar que uma atividade essencial como a educação seguisse seu curso ao longo deste ano atípico.

A EAD já era uma modalidade de educação comum, mas foi durante a pandemia que ela tornou-se essencial, transpondo ideias que vinculavam esse modelo de educação à precariedade ou impossibilidade de atingir a mesma qualidade que atividades presenciais. Pelo contrário, foi possível averiguar que, com a iniciativa certa, o ensino pode ser mais democrático quando faz uso da EAD.  É certo que o próximo ano deverá contar com uma avaliação minuciosa do nível de apreensão de cada aluno durante esse período, porque a realidade é de grupos multisseriados, com alunos em diferentes etapas da aprendizagem (principalmente em instituições públicas, onde as possibilidades de acesso ao conteúdo esbarram em questões de desigualdade social, mas, em menor medida, acontecem também nas instituições privadas e têm um conjunto de fatores que corroboram para isso).

Se um acompanhamento dos resultados será uma das necessidades para o próximo ano, também fica a certeza de que a EAD não ficará esquecida depois do fim do período de distanciamento. Mesmo nas instituições públicas existem planos para utilizar esse modelo de ensino que deve permanecer no formato híbrido. Podemos citar o exemplo de São Paulo, o estado deve distribuir 500 mil tablets com acesso à internet em 2021 para que os alunos da rede pública possam contar com as aulas tradicionais e EAD. Essa é a grande tendência: que não se abra mão de uma ferramenta que mostrou-se muito útil durante a pandemia.

O que esperar para a educação em 2021

O ano inicia com os impasses sanitários, mas a reabertura das escolas deve ser uma das prioridades. O ensino, com certeza, continuará fazendo uso das tecnologias para garantir a continuidade das atividades escolares, auxiliando no cumprimento dos protocolos de segurança para uma retomada, ao menos parcial, das aulas presenciais. Mas, mesmo quando o distanciamento não for mais necessário, o uso das ferramentas EAD devem permanecer como instrumento de aprendizagem.

Passado o impacto inicial da ruptura do ensino tradicional e adoção abrupta da EAD, nesse novo ciclo as instituições devem investir na formação continuada dos professores e profissionais da educação, para que as ferramentas tecnológicas sejam utilizadas de maneira eficiente e continuem fazendo parte do cotidiano de aprendizagem dos alunos país afora. Se em 2020 a EAD foi implementada como ensino emergencial, em 2021 haverá a consolidação do uso desse modelo com uma atualização da forma como o ensino é realizado. A intenção deve ser aproximar a educação da realidade dos alunos, transpondo um modelo de aprendizagem que vem sendo utilizado há cerca de 200 anos.

É hora de fazer uso das múltiplas ferramentas tecnológicas para transmitir conhecimento, não de forma improvisada, mas permanente e com embasamento profissional para a aplicação dos melhores métodos que modernizem a educação auxiliando no interesse e engajamento dos alunos.

A Café EAD sempre teve o compromisso com a modernização e democratização do ensino. Conte conosco em 2021 para continuar usando a tecnologia para transformar a educação.