A customização do ambiente virtual de aprendizagem para a promoção de EAD de qualidade

O Moodle é uma plataforma conhecida pela versatilidade, isso permite que ela seja utilizada de diferentes maneiras. A princípio isso é uma grande vantagem, mas se não for bem utilizada pode transformar o espaço virtual de aprendizagem numa verdadeira caixinha de surpresas e a navegação, que deveria ser intuitiva, transforma-se num desafio que deve ser transposto pelo professor e pelo estudante.

No último ano vimos crescer o uso da plataforma, incluindo nas instituições de ensino superior. Grande parte dessas já fazia uso do Moodle, mas precisou ampliar a entrega de conteúdos via modelo EAD por conta das restrições trazidas pela pandemia. Nesse processo, nem todas as faculdades ou universidades tiveram a preocupação de criar um espaço coeso e padronizado para uso dos alunos. 

Quando o formato de apresentação dos conteúdos é deixado a critério de cada professor, aquilo que é uma qualidade da plataforma pode tornar-se um grande defeito. Isso porque o aluno precisa lidar com muitas disciplinas simultaneamente e ter que encontrar o caminho certo em cada uma delas pode acabar resultando em  desmotivação.

A customização da plataforma, empregando funcionalidade, deve ser realizada de forma multidisciplinar e colaborativa, deve apresentar uma estrutura didática que favoreça o usuário e facilite o uso também dos professores. Quando a instituição não enxerga a necessidade desse tipo de investimento, professores e alunos acabam sobrecarregados e o resultado é uma confusão na apresentação dos conteúdos e inacessibilidade.

Ter um conteúdo de qualidade não é suficiente na EAD se o aluno não conseguir navegar com facilidade para acessar o material disponível. Transformar as salas de aulas virtuais em espaços construídos individualmente pelo professor equivale a construir um prédio onde cada espaço é arquitetado separadamente, sem o conhecimento das medidas dos demais cômodos. Esse tipo de construção não existe na prática porque seria impossível manter estável um edifício com diferentes pés direitos, por exemplo.

A arquitetura do espaço pedagógico virtual é tão relevante quanto o seu conteúdo e deve ser encarada dessa forma pelas instituições que se preocupam com a qualidade do ensino que estão disponibilizando aos alunos. A otimização do Moodle para a EAD deve levar em consideração o modelo pedagógico adotado em conjunto com as metodologias educacionais fazendo o melhor uso das tecnologias e recursos de interação disponíveis na plataforma.

A estruturação adequada do ambiente virtual combinando a metodologia com a interface gráfica padronizada permite que a EAD seja realmente efetiva, não limitando o acesso à educação ao espaço geográfico. Dessa forma é possível, com planejamento e organização, criar espaços interativos que promovam a participação dos usuários  num ambiente consistente e de fácil acesso.

Como realizar a padronização do Moodle?

Para tornar a plataforma eficiente é preciso pensar no desenho pedagógico somado às ferramentas disponíveis e o desenho instrucional que deve ser seguido. A EAD de qualidade só existe quando estes elementos estão combinados. O uso de aspectos metodológicos, estéticos e a funcionalidade devem ser pensados de forma conjunta para garantir a navegabilidade dos usuários.

Invista no ensino de qualidade customizando o seu Moodle. 

A Café EAD está sempre preocupada em garantir uma experiência completa para seus alunos, integrando eficiência, conteúdo de qualidade e acesso à educação a distância. Nós nos comprometemos com a integração de todos os elementos que fazem da EAD um modelo concreto de aprendizagem.